O ABC da Suplementação – Multivitaminico

 

Muitas horas de trabalho, rotinas intensas e corridas, pode levar a um menor cuidado com a alimentação, o que torna os multivitamínicos um dos suplementos mais vendidos e procurados para “compensar” as vitaminas e minerais, que não se consegue obter através da alimentação.

 

À primeira vista parece ser algo que faz todo o sentido – um suplemento “fácil “e simples de consumir, pois basta apenas ingerir um comprimido com todas as vitaminas e minerais que o corpo “precisa”.

 

Mas será que é mesmo assim? Vamos descobrir….

 

O que é um multivitamínico?

 

Um multivitamínico é um suplemento que contem vitaminas e minerais (e em alguns casos, outros ingredientes) e a sua dosagem/composição, pode variar em função da marca, pois não existe um perfil pré-determinado para a sua dosagem/composição.

 

E aqui está o problema….

 

Um complexo multivitamínico não tem a dosagem de acordo com a necessidade individual de cada pessoa. Pode acontecer, de estarmos a “dar” ao nosso corpo elementos de que ele não necessita e sobrecarregar algum órgão.

 

Dois exemplos:

 

  • Fumadores, devem evitar multivitamínicos com altas dosagens de Vitamina A, pois o excesso deste nutriente, pode aumentar o risco de cancro no pulmão.

 

  • Doses altas de ferro, podem levar a obstipação/”prisão de ventre” e a uma menor capacidade do corpo em absorver zinco.

 

Sendo assim, a quem se destinam os multivitamínicos?

 

  • Pessoas com deficiência vitamínica – para isso, é necessário fazer algumas análises ao sangue e ver em específico o que está em “falta”. Depois sim, suplementar apenas com o que é necessário.

 

  • Pessoas de idade avançada – com o passar da idade, a absorção de algumas vitaminas pode diminuir, logo, um complexo vitamínico pode ajudar.

 

  • Veganos e vegetarianos – existem algumas vitaminas presentes nos alimentos e produtos derivados de animais, que são difíceis de encontrar nos alimentos e produtos de origem não animal.

 

  • Pós-cirurgia – por exemplo, após uma cirurgia bariátrica é necessário a suplementação, para ajudar com a dificuldade de absorção de algumas vitaminas e minerais.

 

Estes são alguns exemplos de casos específicos, em que o uso de um complexo vitamínico pode fazer sentido. Por isso, o melhor é procurar sempre acompanhamento especializado, que ajude a perceber se faz sentido a sua suplementação.

 

Como utilizar?

 

Após uma análise aos resultados dos exames, é possível verificar com o teu nutricionista, o que é necessário “suplementar” e assim terás uma suplementação (se necessária), adaptada às tuas necessidades.

 

Conclusão

 

Os estudos parecem apontar que não existe um benefício adicional para a saúde física e mental, longevidade, proteção contra algumas doenças com a toma regular dum multivitamínico – inclusive, podem existir alguns casos, em que a sua toma é contra-indicada.

 

O melhor, é procurares sempre um apoio especializado, para te ajudar a otimizar a tua saúde e qualidade de vida através da alimentação.

 

No TG FitStudio ajudamos-te a criar uma alimentação de sucesso, através dum coaching nutricional adaptado a ti e ao teu estilo de vida.

 

Clica no link e marca hoje a tua visita!

 

Estamos Juntos!

Tiago Guedes & Mila Braga

 

Comente